Saiba sobre o seu nível de Stress

 

O stress é um “alerta” do organismo que prepara o indivíduo para reagir a uma ameaça vinda do meio externo. Quando algo ameaçador é percebido o cérebro libera hormônios para modificar todo o funcionamento do organismo, preparando-o para reagir às ameaças.

 

A reação do stress é natural na medida em que estimula o sistema vegetativo e o cérebro se defende. O stress “normal” pode ser benéfico no desempenho da pessoa, pois estimula a atenção nas tarefas e a prontidão nas contrações musculares.

 

Quando o stress deixa de ser normal é capaz de causar uma série de doenças graves além de contribuir desfavoravelmente para a evolução do quadro de doenças já existes e em casos extremos caminhar para o óbito.

 

 

O stress pode estar presente na vida de todas as pessoas, independente do sexo, idade, profissão ou posição social. Porém, o mecanismo de stress é individual, o que quer dizer que cada pessoa possui uma maneira diferente de reagir a uma situação. Ou seja, uma situação para um pessoa pode ser corriqueira, enquanto que para outra, extremamente desgastante.

 

 

O modo de vida atual do ser humano acaba por contribuir com o aparecimento do stress. A competitividade, a busca incessante por prestígio e sucesso, a falta de tempo para o lazer, o esquecimento da satisfação das reais necessidades e os esforços exagerados para atender às expectativas do grupo social caracteriza certa falta de controle da nossa própria vida. Quando esta falta de controle é percebida causa-nos extrema ansiedade e angústia, o que contribui significativamente para o aparecimento do stress e de suas desagradáveis consequências.

 

 

FASES DO STRESS

Fase de Alarme

 

 

Esta fase ocorre no momento exato em que um fato inesperado surge, seja ele de conteúdo positivo ou negativo. As reações comuns nesta fase são:

 

 

Dor de cabeça

Palidez

Taquicardia

Sudorese em excesso

Pressão alta transitória

Dor de estômago

Pressão no peito

Aperto na mandíbula

 

 

Fase de Resistência

 

 

Quando os fatores causadores do stress persistem e não há a interrupção dos mesmos entramos na fase da resistência. É a partir deste momento que o stress deixa de ser uma reação normal/ natural do organismo e passa a ser considerada uma doença que precisa ser tratada. As reações físicas se apresentam com maior intensidade e o organismo passa a funcionar em um ritmo acima do normal. É comum a pressão arterial permanece alta e o coração bater em ritmo mais acelerado o tempo todo.

 

 

Os sintomas comuns desta fase são:

 

 

Irritabilidade

Incapacidade de relaxer

Isolamento social

Impotência sexual

Gripes constants

Queda de cabelos

 

 

Fase de exaustão

 

 

Nesta fase as energias do organismo tendem a estar bastante desgastadas aumentando os riscos do aparecimento de doenças graves ou morte repentina.

 

 

Dentre as doenças as mais comuns neste período são:

 

 

Depressão

Infarto cardíaco

Derrame cerebral

Gastrite

Úlcera

Câncer

Bronquite, Asma, Edema pulmonary

Reumatismo

 

 

Para haver uma recuperação é necessário mudar o estilo de vida, eliminar as causas do stress e aprender a lidar com os problemas. Se estas mudanças não ocorrem graves consequências podem ocorrer a curto ou médio prazo.

 

 

TRATAMENTO PSICOTERÁPICO

 

 

Auxilia o indivíduo a fazer uma reflexão sobre as causas reais do stress, a reconhecer seus recursos internos e as várias possibilidades de mudança. A psicoterapia oferece um suporte psicológico que visa minimizar o sofrimento e os impactos negativos decorrentes do stress na vida da pessoa.

 

 

TRATAMENTO MEDICAMENTOSO

 

 

Medicamentos são utilizados para corrigir o desequilíbrio neuroquímico, além de aliviar momentaneamente a ansiedade e a angústia presentes no stress. É importante destacar que a prescrição de qualquer medicação é feita por um médico. Desta forma, faz-se necessário um tratamento multiprofissional, onde Psicólogo e Médico atuem em parceria.

 

 

O primeiro passo para demonstrar o estresse é reconhecer sua existência: admitir que se trata de uma doença é vital para se combatê-la. Avalie regularmente seu nível de estresse selecionando as afirmações abaixo que mais se aproximem de sua experiência real.